ITINERÁRIO DE PRAIAS
A Ilha do Maio é um dos paraísos na Terra reservados aos adeptos, aos fanáticos das praias desertas com extensos areais de areias brancas, águas cálidas, transparentes, rumorejando num silêncio tal que se podem ouvir os seus murmúrios. O contacto com esta natureza pura e de uma beleza que mal se imagina é feito pelo visitante numa solidão quase absoluta, se assim o pretender, porque o que não falta são lugares recônditos onde cada um poderá descarregar o stress e outros efeitos da vida quotidiana. Os ventos alíseos contribuíram para produzir esta pérola da natureza aplanando relevos, deixando apenas o Monte Penoso, dramático na sua designação mas muito menos elevado, nos seus poucos mais de 500 metros, do que muitos outros do arquipélago cabo-verdiano. Conhecer a Ilha do Maio é percorrer as suas praias, sem esquecer as necessárias precauções tornadas prementes pelo isolamento, porque praias desertas são praias não vigiadas e as do Norte do território podem considerar-se perigosas para nadar.

O resto é descoberta: ou a pé ou de jipe, porque muitos areais apenas são alcançáveis com veículos de locomoção especial, ou então desde que o viajante seja dotado e resistente para longas caminhadas. Sem a preocupação de sermos exaustivos, ficam algumas sugestões de itinerários de praias, deixando as escolhas mais pormenorizadas às disponibilidades dos visitantes. Mesmo à saída de Vila do Maio existe uma boa praia, a Bitche Rotcha, estendendo-se por quilómetros para lá do novo molhe. Caminhando para Sul, durante cerca de 45 minutos, chega-se à praia de Ponta Preta. Para Norte de Vila do Maio, a seguir à salina, situa-se a Praia do Morro; e 3 quilómetros depois, na mesma direcção, surgirá a Praia da Calheta, uma comunidade de pescadores.

Saindo de Morrinho na direcção Noroeste, por um trilho acidentado, atinge-se a Praia de Santana, uma das mais selvagens e escondidas da ilha, um dos espaços preferidos pelas tartarugas para a desova; nas imediações, igualmente a merecerem umas braçadas, encontram-se as praias de Calhetinha e de Pau Seco.

Continuando na mesma zona, em Porto Cais situam-se as praias das Tartarugas e do Cais. Do lado direito avista-se uma enorme salina. Seguindo a pé para Norte chega-se às praias do Galeão e Real. Desta ultima avista-se o ilhéu da Laje Branca, em frente a Pedro Vaz.

Na costa oriental visitar-se a Praiona (Praia Gonçalo), a Prainha (em Pedro Vaz) e Boca Ribeira (entre Pedro Vaz e Alcatraz). Mais para Sul, a seguir a Figueira Horta, seguindo na direcção de Ribeira de João e andando 10 minutos a pé, descobre-se uma praia fantástica de águas de um azul-turquesa inesquecível.