sentido-ilhas

SENTIDO IMAGEM
Chamam-lhes “as Ilhas dos Sentidos”… E faz sentido. Santo Antão, São Nicolau, Fogo e Brava somam à essência cabo-verdiana os dotes que só a natureza nos seus caprichos e plenitude pode outorgar e os saberes e sentimentos do homem e da mulher por ela moldados numa harmonia que os séculos tornaram consistente.

Ilhas dos sentidos e dos sentimentos: a sôdade triste de São Nicolau comungada em todo o arquipélago, a coragem precisa em Santo Antão para quebrar o isolamento imposto pela Geografia, a imaginação criativa do Fogo na sua convivência com um vulcão ainda tão inquieto, a solidão que pode ser bela como o demonstra a Brava, bela como os tecidos que a urzela das suas encostas outrora coloria.

Se das suas viagens espera mais que uns banhos de mar e deseja desbravar a natureza, conhecê-la no que ainda tem de raro e incomum, se prefere aquilo a que, na imperfeição dos termos por acabar se designa como “ecoturismo” ou “turismo alternativo”, as Ilhas dos Sentidos estão à sua espera em Cabo Verde.