santiago-imagem

O BERÇO DE UMA CATIVANTE NAÇÃO

Metade do meio milhão de habitantes de Cabo Verde concentra-se na maior das suas ilhas, a de Santiago, onde se aliam o cosmopolitismo garrido e a esforçada luta rural pela subsistência, a vegetação paradisíaca e a desolação do deserto, os modos de vida insular e continental. Um mosaico da variedade de África num pedaço de terra com mil quilómetros quadrados à disposição do visitante que procura apenas a fruição cómoda da natureza ou do viajante curioso incapaz de se fatigar com a ânsia da descoberta.

Por vezes considerada a “mais africana” de todas as ilhas de Cabo Verde, percebe-se a razão desta imagem, uma vez que se trata do território do arquipélago onde os contrastes são mais nítidos. Também lhe chamam “berço da cabo-verdianidade” pela diversidade e a riqueza cultural, gastronómica e paisagística que exibe e faz as delícias dos visitantes. Sem esquecer as belas praias, as magníficas enseadas.

plateau

ONDE FICAR

A oferta é muito variada, tanto em preço como em qualidade. Embora a cidade da Praia ofereça uma gama mais diversificada de hotéis, pousadas e pensões, também encontrará alojamento no Tarrafal, Santa Catarina, Cidade Velha, Calheta de São Miguel, Rui Vaz e Santa Cruz.

ONDE COMER
A oferta é variada em toda a ilha, embora a capital ofereça maior gama de opções, quer ao nível de pratos tradicionais – churrasco de frango e pintchos (espetada de carne de porco) – como de cozinha mais sofisticada. A cachupa e as refeições de marisco são muito procuradas. Existem restaurantes que servem receitas de comida internacional.

AVENTURA-SE NO INTERIOR INSÓLITO DA ILHA

santiago-conteudo
Os extremos Sul e Norte de Santiago distam 75 quilómetros que ligam a Cidade da Praia ao Tarrafal, palavra que suscita sensações contraditórias variando entre a ideia de liberdade paradisíaca oferecida pela natureza e o terror provocado pela evocação da memória trágica do campo de concentração colonial, encerrado em 1954 e agora transformado em museu para que a dramática lição não se perca. As praias de areia branca aqui existentes, as únicas da ilha, chamam numerosos turistas estrangeiros e nacionais que procuram momentos de divertimento, prazer e repouso. A estrada que liga a Praia do Tarrafal pelo interior da ilha é uma radiografia de Santiago.

sao-jorge
No percurso entre a Cidade da Praia e o Tarrafal vale a pena visitar o museu botânico de Cabo Verde, em S. Jorge, que é pródigo em exemplos da variedade da natureza neste pedaço insular de África. Seguindo a rota ora encontramos lugares atingidos em cheio pela seca, ora lobrigamos falésias e mesmo montes imponentes, como o Pico da Antónia (o ponto mais elevado da ilha), ora penetramos em zonas de deserto logo seguidas por outras de vegetação luxuriante.

barragem