O PARAÍSO MORA AQUI

É Se outrora os cartões postais de Cabo Verde eram coroados pelas paradisíacas praias da ilha do Sal, nos últimos anos, a ilha da Boa Vista tem-se afirmado, também, como um dos destinos preferidos dos turistas que procuram disfrutar dos encantos que o “sol & mar” têm para oferecer a quem visita Cabo Verde.

Descoberta a 3 de Maio de 1480, a ilha da Boa Vista guarda uma história rica em cultura e tradições, como a tecelagem, a cerâmica, a música e a literatura, para além das belas praias de areia branca, que se estendem ao longo de 55 quilómetros e que oferecem uma diversidade de desportos náuticos, do mergulho à descoberta dos tesouros de navios afundados e encalhados, ao windsurf.

Falar da Boa Vista é falar ainda das ruínas por explorar do Curral Velho e do Deserto de Viana. Um cenário inóspito e até lunar. Há quem lhe chame de extensão do Saara, no meio do Oceano Atlântico, onde sobressaem dunas de areia branca a perder de vista ao longo de 5 quilómetros de extensão, que fazem com que a Boa Vista ofereça uma diversidade paisagística para além das suas praias paradisíacas.

ONDE FICAR

Boa Vista tem uma vasta oferta de alojamentos, dentro e fora da cidade de Sal Rei. Hotéis, condomínios de moradias, aparthotéis e resorts all inclusive. Ofertas para todos os gostos e disponibilidades financeiras, mas o ideal é fazer reservas antes de chegar à ilha.

 

ONDE COMER

Existem vários restaurantes e cafés/bares na cidade, alguns temáticos, onde poderá desfrutar de um pequeno almoço, ou de uma boa refeição, sobretudo à base de peixe e mariscos. Há restaurantes junto à zona marítima, ideias para uma noite quente de Verão. Ofertas não faltam é só escolher.

 

ONDE COMPRAR

Existem pelo menos dois mercados locais onde poderá encontrar artesanato variado, desde de Cabo Verde, a peças da Costa Ocidental Africana, no centro da cidade. Além dos mercados há várias lojas de souvenirs em Sal Rei, incluindo no aeroporto.

 

ITINERÁRIO DAS PRAIAS

Há semelhança da ilha do Maio e do Sal, grande parte da beleza e encantamento da ilha da Boa Vista deve-se às suas belas praias. Umas bem perto da cidade como a Praia de Cruz, ou a Praia do Estoril, outras mais desertas e virgens, como a de Santa Mónica, e outras até com barcos encalhados como o Cabo de Santa Maria.

Nadar, mergulhar, fazer padlle ou windsurf. O difícil mesmo é escolher. Por isso, o melhor é se aventurar, de preferência com um guia, num périplo pelas principais praias da ilha. Não esqueça o chapéu e o protector solar. O sol da Boa Vista é forte e brilha durante todo o dia. Atenção às ondas e às praias não vigiadas. Na praia de Santa Mónica elas impõem respeito.